Conferência Educação e Património, Museu Nacional dos Coches, 26 – 27 Maio 2023
Conferência Educação e Património, Museu Nacional Dos Coches, 26 – 27 Maio 2023

Conferência · Educação e Património
Museu Nacional Dos Coches · 26 – 27 Maio 2023

WORKSHOPS

Dina Soares - CONFERÊNCIA EDUCAÇÃO E PATRIMÓNIO Museu Nacional dos Coches, 26 - 27 Maio 2023

DINA SOARES

Dina Soares exerce funções de Coordenadora Intermunicipal no Plano Nacional das Artes. Licenciada em Música; Mestre em Supervisão Pedagógica e Formação de Formadores pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra; formação especializada em Educação Especial – Domínio cognitivo/motor. Docente de Educação Musical em escolas públicas e privadas e formadora na área das Didáticas da Música e da implementação da Autonomia e Flexibilidade Curricular (DAC). Colaborou como formadora do Programa de Educação Estética e Artística (PEEA-DGE) desde 2018, tendo desempenhado as funções de Embaixadora do PEEA e posteriormente integrado a Equipa de Educação Artística da Direção-Geral da Educação (área da Música). Tem interesse na investigação sobre os efeitos do ensino/aprendizagem da Música no desenvolvimento de competências académicas na criança e também na investigação do processo de implementação da Autonomia e Flexibilidade Curricular através dos Domínios de Autonomia Curricular.

Workshop 1:
O poder Educativo das Artes e dos Patrimónios nos Domínios de Autonomia Curricular (DAC)

Neste Workshop criar-se-á um espaço de reflexão, que propicie a capacitação dos docentes para o desenvolvimento de Domínios de Autonomia Curricular (DAC), mobilizando o poder indisciplinador das artes e dos patrimónios, inquietando, desarrumando e pondo em causa a ordem e certezas habituais, criando espaços de liberdade para a construção pessoal e coletiva: lugares e tempos de questionamento e abertura. Assim, pretende-se desenvolver um planeamento curricular que facilite a integração de saberes e promova aprendizagens significativas, para todos os alunos, desenvolvendo nestes a autonomia, o espírito crítico, a criatividade, adotando práticas pedagógicas capazes de promover uma maior implicação dos alunos nas aprendizagens a realizar. Este planeamento possibilitará diferentes abordagens a temas que possam ser explorados, articuladamente, entre várias disciplinas, mobilizando saberes em ação e o desenvolvimento das competências no âmbito do Perfil do Aluno à saída da escolaridade obrigatória.

Rita Pedro - CONFERÊNCIA EDUCAÇÃO E PATRIMÓNIO Museu Nacional dos Coches, 26 - 27 Maio 2023

RITA PEDRO

Mestre em Filosofia pela Universidade Nova, i.e., sob a orientação do Professor José Gil e também investigadora associada no Laboratório de Pesquisa em Filosofia Prática e Aplicada, da Faculdade de Ciências Humanas de Egeu. É ainda consultora e formadora de docentes, na área da Filosofia com Crianças, para o Plano Nacional das Artes (Direcção Geral da Educação), i.e, na área da Academia PNA. Na KAIROS, Centro de Psicologia, Psicossomática e Filosofia, trabalha na criação de espaços laboratoriais para a co-criação de oficinas artísticas de Filosofia com Crianças. Colaboradora externa na cátedra UNESCO, «Práticas da Filosofia com Crianças: uma base educacional para o diálogo intercultural e a transformação social”, nomeadamente em Cabo Verde e no Senegal.

Workshop 2:
A Filosofia e a arte da infância

Como é que surgiu alguma coisa senão havia nada? (Nuno, 8a); Quem foi a primeira mãe de todas? (Henrique, ,7); Como é que os bailarinos fazem para dançar aquilo? (Patrícia, 6)”
Trata-se de despertar a atenção dos formandos para a necessidade de se desenvolver um trabalho a nível da escuta e da atenção, relativamente às perguntas que as crianças fabricam, i.e., as perguntas fundamentais do ser humano. Estas interrogações, metafísicas, ontológicas, estéticas e éticas, convidam-nos a entrar no território do espanto filosófico, que nasce porque há qualquer coisa em vez de nada. Nesse âmbito, é possível indicar-se alguns gestos filosóficos e artísticos, alguns dos caminhos possíveis para, em conjunto com as crianças, se desenvolver uma atitude reflexiva, crítica e criativa, face ao mundo em que vivemos, aos outros e para consigo mesmo.

Filipa Rodrigues -CONFERÊNCIA EDUCAÇÃO E PATRIMÓNIO Museu Nacional dos Coches, 26 - 27 Maio 2023

Filipa Rodrigues

Filipa Rodrigues é investigadora integrada no CIEBA – Centro de Investigação e Estudos em Belas Artes e investigadora colaboradora no CIIS (Universidade Católica) e no Ci&DEI (Politécnico de Leiria). Doutorada em Educação Artística pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, é desde 2017 docente no Instituto Politécnico de Leiria (ESECS) e Doutorada em Ciências da Cognição e Linguagem na Universidade Católica Portuguesa. Professora de Educação Visual e Tecnológica pela ESEP, Politécnico do Porto, com profissionalização em Educação Especial, formação pós-graduada em Arts, Craft & Design pela Universidade de Surrey e na Abordagem Snoezelen pelo ISNA – International Snoezelen Association. Professora desde 1998 no Ensino Básico com experiência multidisciplinar em diversos níveis de ensino. É membro da comissão científica da revista “Imaginar”, publicação da APECV. Lidera, neste momento, um grupo de menores refugiados no âmbito da SPEAK, uma ONG com projeto de inovação Social.

Workshop 3:
Artes Plásticas e percursos de Inclusão

O que significa proporcionar experiências ligadas à linguagem visual e plástica verdadeiramente inclusivas? De que modo se deverá capacitar alguém para responder aos desafios de uma criança/jovem ou grupo neurodiverso ou com perfis de sensoriais heterogéneos no âmbito de uma proposta de artes visuais? Existem pressupostos éticos que devem estar subjacentes à intervenção com populações com diversidade funcional? Estas são apenas algumas perguntas fundamentais que lançam a tónica para este workshop. Traçaremos um percurso desde o “porquê” da importância de criar oportunidades inclusivas de experimentação plástica, à consciencialização do “papel do/a mediador/a”, capaz de amplificar o potencial da atividade artística até ao “como” intervir, através de exemplos de propostas destinadas a criar desafios cognitivos, psicomotores, emocionais e comunicacionais.

Serviço Educativo do Museu dos Coches - CONFERÊNCIA EDUCAÇÃO E PATRIMÓNIO Museu Nacional dos Coches, 26 - 27 Maio 2023

Serviço Educativo do Museu Nacional dos Coches

Workshop 4:
E se os coches falassem…

Percorrendo o espaço expositivo iremos contar a história e as estórias de algumas viaturas que fazem parte do nosso acervo. Um dos segredos que iremos dar a conhecer prende-se com a talha dourada. Aprenda as técnicas da arte de dourar e torne-se um dourador!

Ricardo Guerreiro Campos -CONFERÊNCIA EDUCAÇÃO E PATRIMÓNIO Museu Nacional dos Coches, 26 - 27 Maio 2023

Ricardo Guerreiro Campos

Ricardo Guerreiro Campos é artista-educador, mediador e investigador. Tem desenvolvido o seu trabalho em diferentes contextos de educação e de criação. Nos últimos anos tem colaborado com estruturas que desenvolvem trabalho no âmbito dos cruzamentos entre as artes visuais, a performance, o teatro e a educação. Atualmente é diretor artístico do Teatro As Avozinhas, um grupo de teatro comunitário com mulheres da vila de Palmela, e mediador de leitura na Livraria Culsete, onde os livros, uma vez por mês, são postos ao alto. Em 2021 fez surgir Olhos de Gigante, um projeto de investigação e criação em Arte e Educação. Está particularmente interessado na pesquisa da experiência sensorial como dispositivo fundamental no processo de ensino-aprendizagem, bem como em convocar o ‘estado de ateliê’ a partir do corpo, na e com a infância.

Workshop 5:
Mergulhar: Entre a criação artística e os afetos

Este mergulho é uma viagem sensorial imersiva de partilha de estratégias e metodologias no âmbito das práticas artísticas contemporâneas e dos afetos. Acredita-se, pois, que ao experimentar pedagogias criativas aliadas à compreensão e investigação do mundo que nos rodeia, alimentando a relação de empatia entre os diferentes atores educativos, as artes vão descer do pedestal em que, muitas vezes, são colocadas, e vão tornar-se pele-com-pele, olhos-nos-olhos, na sincera experimentação de uma pedagogia do ser. Deste modo, a relação entre a arte e a educação revela-se transformadora no modo de ver e compreender o mundo, na relação dependente entre o Eu e o Outro, capaz de proporcionar a formulação de novas ideias, relações e conceções, consequência de um crescente espírito crítico fundamental para apreensão de conhecimento ao longo da vida.
Nota: para este workshop recomenda-se vestir roupa confortável.